Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Inteligência Jurídica

Inteligência Jurídica: nova versão do Sistema Olimpo traz novidades.

Por 

Acaba de ser lançada a nova versão do Sistema Olimpo. Ele utiliza técnicas de inteligência artificial para o Conselho de Seguranca da ONU. O sistema está sendo desenvolvido no Brasil e pode ser aplicado na instituição já no ano de 2003.

Ele materializa uma importante aplicação inteligente nas áreas de Governo Eletrônico e Tecnologia da Informação Jurídica.

Suas principais características são as seguintes:

- A tecnologia é totalmente desenvolvida no Brasil, utilizando a Pesquisa Contextual Estruturada, um conceito criado por pesquisadores brasileiros;

- O principal objetivo do sistema é extremamente útil à humanidade: "manutenção da paz e da segurança internacionais";

- Este objetivo está alinhado com as funções do Conselho de Segurança da ONU, conforme a Carta das Nações Unidas;

- A tecnologia é maleável, e pode ser aplicada em outros assuntos;

- O seu melhor funcionamento ocorre com a utilização de grandes quantidades de texto (270 linhas ou 15.000 caracteres, aproximadamente), o que torna a tecnologia altamente inovadora no cenário internacional;

- Diferentes partes da concepção do sistema foram validadas por publicações cientificas internacionais, em paises como EUA, Alemanha, Índia, Noruega, China e Espanha;

- O seu processo de construção está amplamente documentado no livro "Sistema Olimpo: tecnologia da informação jurídica para o Conselho de Segurança da ONU", recentemente lançado pela editora Papel & Virtual;

- A sua repercussão internacional coloca em evidência a capacidade tecnológica detida pelo Brasil no desenvolvimento de sistemas inteligentes;

- Ele é um forte instrumento de democratização das informações estratégicas produzidas e gerenciadas por este importante órgão colegiado da ONU.

As principais novidades, contidas na versão 2002, são as seguintes:

- A Carta das Nações Unidas está totalmente inserida no sistema, dividida por capítulos, e disponível para consulta;

- O Regimento Interno do Conselho de Segurança também foi incorporado ao sistema, e está disponível para consulta;

- O número de Resoluções contidas no sistema triplicou, incluindo aquelas mais recentes;

- A sistema recebeu um novo e inovador design;

- A interface está mais funcional, e o usuário pode visualizar a consulta ao mesmo tempo em que confere os resultados, sem a necessidade de trocas de telas;

Além disso, permanecem as pesquisas e o desenvolvimento tecnológico do sistema. As novidades que virão em breve são as seguintes:

- Mineração de textos (text mining), com a extração de indicadores e estatísticas a partir de dados textuais, em tempo real, visualizados graficamente;

- Novo design de apresentação das melhores Resoluções escolhidas em cada consulta;

- Ampliação de base de conhecimento (Knowledge Base) do sistema;

A melhor forma de utilizar todo o poder tecnológico do sistema é copiando um texto dentro da sua área de consulta, utilizando o maior número possível de palavras (até o limite de 2.300, aproximadamente).

Maiores informações podem ser obtidas no seguinte endereço, onde também está disponível uma versão de demonstração do sistema (gratuita).

 post doc em governo eletrônico professor da UFSC. É também ex-secretario de Geração de Oportunidades de Florianópolis. Especialista em Informática Jurídica, doutor em Inteligência Aplicada e pós-doutor em Governo Eletrônico. Ex-Promotor de Justiça e ex-Procurador da Fazenda Nacional.

Revista Consultor Jurídico, 15 de dezembro de 2002, 16h45

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 23/12/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.