Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Núcleo de conciliação

Juízes aposentados atuam como voluntários no TRT de SP

Onze juízes togados aposentados atuam, voluntariamente, como conciliadores do Núcleo de Conciliação em segunda instância do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região.

O Núcleo funciona de segunda a sexta-feira e vem conciliando uma média de 20% dos processos que recebe. Os juízes se dividem em duplas e dedicam um dia da semana ao trabalho de conciliação dos interesses de empresários e trabalhadores.

A presidente do TRT da 2ª Região, juíza Maria Aparecida Pellegrina disse que a experiência desses juízes aposentados tem sido fundamental para o sucesso do Núcleo. "Eles que se dedicaram a vida inteira a conciliar interesses de empregados e empregadores, estão dando essa contribuição voluntária para tornar nossa justiça ainda mais célere", afirma.

Trabalham no núcleo de Conciliação em segunda instância do TRT-SP os juízes togados aposentados Jamil Zantut, José André Beretta, Nei Frederico Cano Martins, Ildeu Lara de Albuquerque, Marbra Toledo Lapa, Maria Lúcia Beltrani, Sonia de Araújo Cruz Galbeti, Roni Genicolo Garcia, Argemiro Gomes, Diva Aparecida Leite Alves de Almeida e José Maria Paz.

O artigo 1º do Provimento GP Nº 8/2002, que criou o Núcleo de Conciliação, dispõe que os juízes togados aposentados devem atuar "sem remuneração, apenas como munus público".

Revista Consultor Jurídico, 9 de dezembro de 2002, 19h33

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 17/12/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.