Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Sob suspeita

Senador tucano é interrogado no Supremo Tribunal Federal

O Supremo Tribunal Federal interroga, nesta segunda-feira (9/12), o senador Ronaldo Cunha Lima (PSDB/PB). Ele é acusado de tentativa de homicídio contra o ex-governador Tarcísio de Miranda Buriti, ocorrida em dezembro de 1993.

A denúncia contra o senador foi recebida pelo STF, por unanimidade, no dia 28 de agosto.

De acordo com a denúncia, o ex-governador estava em um restaurante de João Pessoa, almoçando com outros políticos quando Cunha Lima aproximou-se da mesa e disparou dois tiros. Amigos de Tarcísio Buriti conseguiram impedir o agressor de fazer novos disparos, segundo a denúncia.

A Assembléia Legislativa da Paraíba rejeitou o pedido de licença, formulado pelo Superior Tribunal de Justiça para processar e julgar o governador.

Com o advento da Emenda Constitucional nº 35/2001, que extinguiu a necessidade da licença do legislativo ao Judiciário para processar e julgar deputados e senadores, a ação penal voltou a tramitar no Supremo.

Inquérito 1.057

Ação Penal 333

Revista Consultor Jurídico, 9 de dezembro de 2002, 10h33

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 17/12/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.