Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Reforma do Judiciário

Votação da Reforma do Judiciário é adiada mais uma vez no Senado

O Plenário do Senado adiou mais uma vez a votação da Reforma do Judiciário. A votação marcada para esta quarta-feira (4/12) foi adiada para quinta-feira (5/12). O Plenário aprovou requerimento do senador Eduardo Suplicy (PT-SP).

De acordo com a Agência Senado, o senador afirmou que diante da "grande polêmica em torno da votação" é necessário "mais tempo para reflexão". O senador Antonio Carlos Valadares (PSB-SE) também concordou com o adiamento.

O senador Bernardo Cabral (PFL-AM), relator da matéria, considerou o adiamento "uma brincadeira". Para Francelino Pereira (PFL-MG), adiar a votação para quinta-feira é uma farsa. "Esse é um requerimento para transferir a votação para o próximo ano", disse.

O senador Ramez Tebet (PMDB-MS) disse estar certo de que cumpriu o dever ao colocar em votação um requerimento apresentado à Mesa.

A Reforma do Judiciário é constituída de 17 propostas de emenda à Constituição, consolidadas em uma só, no relatório de Cabral.

Revista Consultor Jurídico, 4 de dezembro de 2002, 17h30

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 12/12/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.