Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Depoimentos à distância

Juízes criminais de GO aprovam implantação de videoconferência

Os juízes criminais de Goiânia aprovaram a proposta de implantação do sistema de videoconferência na Comarca ainda neste ano. Reunidos no gabinete da Diretoria do Foro, conheceram diferentes tipos de salas adaptadas para o serviço, que permitem ao juiz ouvir o sentenciado no presídio sem se deslocar até lá. Para colocar os dois lados em contato é preciso instalar um cabo de fibra ótica do Fórum até a Agência Prisional e interligá-los por meio de um link, além da adaptação de minicâmeras de vídeo digitais e televisores em salas especiais do Fórum, onde fica o juiz, e do presídio, onde vai estar o preso que será interrogado.

Ciente dos benefícios apresentados pelo sistema, como a redução de despesas com escolta e transporte para o Fórum, proteção para juízes, servidores da Justiça e para a população, além da rapidez no andamento dos processos, o diretor do Foro, Eduardo Siade, e o diretor de Informática do Tribunal de Justiça, Juraci Índio do Brasil, estão orientando a elaboração do projeto para encaminhá-lo à apreciação do presidente do TJ, Byron Seabra Guimarães. A sala adaptada poderá servir também para ligação com outras comarcas e para transmissão e recepção de palestras.

Economia e segurança

"Não se pode esperar que uma tragédia aconteça", observou o juiz Wilson da Silva Dias, da Vara de Execuções Penais, referindo-se à necessidade de mudança do atual sistema de transporte dos presos para o Fórum, que oferece riscos de fuga e de perturbação da ordem pública. A implantação da videoconferência colocará o Estado de Goiás em situação de vanguarda nesse tipo de tecnologia, juntamente com o Tribunal de Justiça de Brasília, pioneiro na utilização do sistema em tribunais. "Pela videoconferência realizam-se até dez audiências em único dia, número praticamente impossível de ser alcançado em audiências ao vivo", explicou o juiz Eduardo Henrique Rosas, da VEP de Brasília, em visita ao Fórum de Goiânia no início do ano. A apresentação dos ambientes foi feita pelo representante da Magnetoplan, Pierre Christophe Gorian.

Fonte: TJ/GO (20/8).

Leia também:

Videoconferência é adotada em Portugal (21/12/00)

TJ-SP, OAB e MPF são contra a videoconferência (5/7/01)

Projeto de lei defende uso de videoconferência (17/11/01)

Código de Processo Penal pode ter artigos reformulados (8/3/02)

TJ-DF economizou R$ 80 mil em 2001 com videoconferência (25/3/02)

Dois Projetos de Lei querem adotar videoconferência (26/3/02)

Advogados ficam dispensados de comparecer à Corte em Singapura (3/7/02)

Revista Consultor Jurídico, 23 de agosto de 2002, 14h36

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 31/08/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.