Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Sociedade da informação

Ministérios reúnem forças para estimular a exportação de softwares

Apesar dos avanços dos projetos referentes à chamada "Sociedade da Informação" executados no País, o Brasil ainda não pode ser considerado um exportador natural deste tipo de bem de alta tecnologia. Com o objetivo de mudar esse quadro, os Ministérios da Ciência e Tecnologia e das Relações Exteriores estão reunindo suas forças num trabalho conjunto, voltado para o estímulo às exportações brasileiras de softwares.

Os dois ministérios assinam, durante solenidade na próxima terça-feira (06/08), na sede da Confederação Nacional do Comércio, CNC, em Brasília, memorando de entendimento que visa a realização de diversas atividades integradas junto ao setor.

Uma das principais ações será a troca permanente de informações voltadas para o apoio aos exportadores brasileiros - em especial às micro, pequenas e médias empresas. O acordo também prevê a identificação de oportunidades que venham a promover a participação efetiva do Brasil em rodadas de negócios internacionais. E, ainda, ampla divulgação de material informativo sobre a área como forma de subsidiar os embaixadores que representam o Brasil no exterior. Para isso, será elaborado material promocional, tal como vídeos, cartazes e folders, que serão distribuídos em feiras, congressos e demais eventos de caráter internacional.

"A cooperação que será firmada é resultado de quase seis meses de negociações entre técnicos dos dois ministérios. Tantas conversas tiveram o intuito de aprimorar esse trabalho, enaltecendo os pontos considerados importantes pelas duas pastas", explicou o coordenador geral de Software e Serviços do MCT, Antenor Corrêa.

Segundo Corrêa, na prática esse tipo de apoio às empresas nacionais na área de software já existe por parte do Governo, mas precisa ser intensificado. "Nossa intenção é ampliar a participação do País na área e criar uma rede de informações que possa atingir todos aqueles que realizam atividades de promoção comercial nesse campo, tanto no Brasil como no exterior", completou.

O coordenador destacou que o "Portal do Software Brasileiro", montado pelo Programa Softex, elaborado pelo MCT, será um importante instrumento de apoio à realização desse trabalho pelos dois ministérios.

A principal meta do portal é divulgar as empresas nacionais de produtos e serviços, voltados para tecnologia da informação. Um conteúdo que já está disponível, via Internet, em cinco línguas: além do português, em espanhol, inglês, japonês e chinês. O Softex tem como principal objetivo o apoio à produção e comércio do software brasileiro e atua, hoje, com ampla participação de representantes do setor. "A solenidade da próxima terça-feira será considerada mais um marco no trabalho de difusão dos avanços dessa tecnologia no País", enfatizou o coordenador.

As informações são do Governo Eletrônico - Ministério do Planejamento.

Revista Consultor Jurídico, 5 de agosto de 2002, 0h40

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 13/08/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.