Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Demora irritante

Advogado atira em computador de delegacia no Pará

Um advogado de 76 anos, inconformado com a demora em um inquérito policial que acompanhava, deu seis tiros no computador de uma delegacia de Marituba, município da região metropolitana de Belém, no Pará. Jair Galdino Lima foi preso em flagrante por danos ao patrimônio, porte ilegal de arma e por colocar em risco a vida de terceiros.

O advogado ficou irritado quando o escrivão informou que o problema estava no computador. "Pronto, 'matei' o computador porque ele estava trabalhando para os bandidos", disse Jair após fuzilar a máquina. De acordo com o escrivão, o advogado pediu que fosse apressado um inquérito que apura a invasão de um condomínio de evangélicos.

Ninguém ficou ferido na delegacia, mas a tela do computador ficou totalmente destruída. O advogado foi solto após pagar fiança e deverá responder em liberdade. O delegado responsável informou que vai submeter Jair a exame de sanidade mental.

Fonte: Terra

Revista Consultor Jurídico, 26 de abril de 2002, 12h52

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 04/05/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.