Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Entrada proibida

Febem pode ser acionada por proibir entrada de advogados

A Comissão de Direitos Humanos da OAB-SP pode entrar com uma ação contra a Febem. A entidade estuda o fato ocorrido no último fim de semana com os advogados Ariel de Castro Alves e Álvaro Benedito de Oliveira, que foram proibidos de entrar na Unidade de Atendimento Inicial da Febem, no bairro do Brás, Zona Leste de São Paulo. Os advogados estiveram no local para apurar denúncia de superlotação.

"Embora a capacidade seja de 62, recebemos denúncia de que

este número havia sido superado em mais de cinco vezes", afirma Oliveira.

A visita foi solicitada à Febem no dia anterior, através de um

ofício encaminhado à presidente, Maria Luiza Granado. No entanto, quando os advogados chegaram ao local foram impedidos de entrar por funcionários e seguranças.

Eles permaneceram na porta da Febem por uma hora e meia. Como não obtiveram resultado, foram ao 8º Distrito Policial registrar um boletim de ocorrência por preservação de direitos (das

crianças).

Revista Consultor Jurídico, 16 de abril de 2002, 13h53

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 24/04/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.