Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Agressão na Febem

Jovens da Febem foram espancados, afirma OAB-SP.

Os jovens da Febem foram espancados por funcionários da unidade. A afirmação é da Comissão de Direitos Humanos da OAB-SP, que comprovou as denúncias apresentadas aos promotores da Vara da Infância e Juventude pelos pais dos internos da unidade 27 da Febem, na Rodovia Raposo Tavares. De acordo com a OAB-SP, a agressão aconteceu no dia 21 de setembro. O Ministério Público vai pedir a abertura de inquérito policial para investigar o caso.

"Segundo apurou o IML, dos 111 internos, 65 apresentavam hematomas, escoriações e lesões nos braços, coxas e costas, além de queimaduras no rosto, causadas pelo uso de spray de pimenta", diz o advogado Ariel de Castro Alves, representante da OAB-SP.

De acordo com Ariel, o exame de corpo de delito também comprova que os internos estavam passivos. Não reagiram e foram surpreendidos pelos funcionários, que utilizaram cabos de vassouras, paus e tacos, segundo ele. Ariel afirmou também que três internos, com braços e perna quebrados, foram transferidos para Parelheiros para que as investigações fossem obstruídas.

A Comissão de Direitos Humanos da OAB-SP quer a punição administrativa e criminal dos funcionários envolvidos."Foi um ato de extrema covardia que não contribui para o processo socio-educitativos desses jovens. Quando estes internos voltarem para a sociedade, estarão mais revoltados", diz Ariel.

Revista Consultor Jurídico, 28 de setembro de 2001, 17h25

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 06/10/2001.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.