Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Vida facilitada

Advogado não precisa descer do carro para entregar petição no STJ

Os advogados que quiserem entregar petição no Superior Tribunal de Justiça, nem precisam descer do carro. O presidente do STJ, ministro Paulo Costa Leite, instalou nesta segunda-feira (24/9) o serviço de protocolo externo no estacionamento localizado atrás do prédio da Administração. A estimativa de tempo de atendimento é de cinco minutos para cada carro.

"Esse é um exemplo das pequenas coisas que facilitam a vidas das pessoas", disse Costa Leite ao visitar o quiosque onde foi instalada a estrutura mínima - um computador e um telefone - para o funcionamento do protocolo. Na inauguração do novo serviço estiveram presentes os ministros José Arnaldo da Fonseca e Nancy Andrighi.

O presidente do STJ disse que a iniciativa reforça a preocupação da instituição com a busca persistente com a qualidade dos serviços. "Como servidores públicos somos prestadores de serviço e temos que fazer o melhor para atender nossos usuários", afirmou. Pela simplicidade e custo reduzidíssimo, o protocolo externo é, segundo ele, exemplo de que nem sempre é necessário grande investimento para obter qualidade. "Temos que ser ativos e criativos para resolver os problemas".

O atendimento do serviço externo será feito por um servidor e um estagiário, no horário de 13h às 17h. Para assegurar a rapidez do serviço, cada advogado poderá entregar até, no máximo, 15 petições. O protocolo interno continuará a funcionar normalmente ao lado das agências bancárias, no prédio dos plenários, de meio-dia às 18h. Os processos de competência originária do Superior Tribunal de Justiça, iniciados no STJ, como alguns casos de habeas corpus e de mandados de segurança, continuarão sendo recebidos pela Divisão de Autuação de Processos.

Revista Consultor Jurídico, 24 de setembro de 2001, 12h40

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 02/10/2001.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.