Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Anúncio indevido

Grêmio é processado por divulgar supostos serviços sexuais

O Grêmio está sendo processado por duas estudantes de Santa Maria (RS), que tiveram seus nomes e telefones inseridos no site do time com supostas ofertas de serviços sexuais. O clube contestou a ação. Afirma que não é parte legítima para respondê-la por não ser, à época, o responsável pela administração de sua página virtual.

Na ocasião, a empresa Vanet Sistemas de Comunicação era a responsável pela página. A sua citação como denunciada da lide já foi requerida. O processo corre na 1ª Vara de Santa Maria.

O caso aconteceu em outubro de 1999. O site do Grêmio divulgou anúncios em que duas estudantes supostamente ofereciam serviços de sexo. O telefone delas foi divulgado. Inconformadas, registraram boletim de ocorrência na Delegacia. O site foi obrigado a tirar os anúncios do ar.

Na ação, as estudantes pedem reparação por danos morais. Querem que o juiz adote o valor levando em consideração o maior salário pago pelo Grêmio a seus jogadores.

Mas o Grêmio contesta o valor indenizatório sugerido pelas estudantes. O clube argumenta que, no máximo, "as adolescentes anônimas poderiam embolsar o quanto percebem os jogadores em início de carreira".

Processo nº 2700912600

Revista Consultor Jurídico, 21 de setembro de 2001, 10h35

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 29/09/2001.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.