Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Curiosidade punida

Voyeur paga R$ 60,00 por mês de indenização por espiar colega nua

Funcionário da empresa Transbrasiliana que espiou colega durante o banho deve pedir desculpas e pagar indenização de R$ 180,00. O acordo entre as partes foi feito no 1º Juizado Especial Criminal do Distrito Federal e Territórios na presença do juiz Ben-Hur Viza.

A funcionária estava tomando banho no banheiro da empresa, que fica na rodoviária. De repente, percebeu que o colega de trabalho a observava por um vão entre a parede e o telhado. Quando foi descoberto, saiu correndo. Uma amiga da vítima foi atrás e conseguiu identificá-lo. Estava escondido dentro de um ônibus.

A trabalhadora levou o caso à Justiça e conseguiu fazer ele pedir desculpas, comprometendo-se a não mais importuná-la. A indenização de um salário mínimo será dividida em três parcelas de R$ 60.

Revista Consultor Jurídico, 17 de setembro de 2001, 15h26

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 25/09/2001.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.