Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Mensagens indesejadas

Juiz manda Yahoo explicar envio de mensagens não solicitadas no RS

O site Yahoo do Brasil terá que apontar quem cadastrou o e-mail de um engenheiro do Rio Grande do Sul para que ele recebesse diversas mensagens não autorizadas. A determinação é do juiz Luiz Menegat, da 2ª Vara Cível de Porto Alegre.

O engenheiro entrou com uma ação de indenização por danos contra o Yahoo porque recebeu uma série de mensagens, não solicitadas, com ofertas de sexo virtual ou carnal, pedofilia e até convite para se tornar um "skinhead". Segundo o engenheiro, alguém cadastrou o seu e-mail nos grupos de discussão do site, que falhou por não exigir e nem conferir a identificação.

Até que o bloqueio fosse feito por ordem judicial, o engenheiro recebeu mais de 500 ofertas. No quarto dia, o sistema ficou inoperante.

Como as mensagens envolvem pedofilia, o juiz requisitou a participação da Polícia Federal no caso. O inquérito é conduzido pelo delegado João Antonio Ruschel e pelo chefe da Informática da Polícia Federal Rogério Meirelles.

Processo nº 107.746.696

Revista Consultor Jurídico, 14 de setembro de 2001, 9h08

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 22/09/2001.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.