Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Direito à cidadania

Jovens engraxates começam a trabalhar no TJ do Rio

Por 

A primeira engraxataria do projeto "Jovem Engraxate" começou a funcionar, nesta quarta-feira (5/9), no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. O projeto foi desenvolvido pelo juiz, Siro Darlan, da 1ª Vara da Infância e da Juventude. Os engraxates devem receber um salário mínimo, vale transporte, além de carteira assinada e matrícula escolar.

"Estou disputando com o tráfico de drogas: eles oferecem de lá, eu ofereço de cá", disse o juiz, que deve buscar outros locais com movimento de público, como a Câmara dos Vereadores e a Assembléia Legislativa, para instalar novos postos do projeto.

O presidente do TJ-RJ, desembargador Marcus Faver, inaugurou o projeto no Fórum, onde vão trabalhar quatro jovens. O presidente destacou a preocupação de Siro Darlan com o encaminhamento dos garotos.

Os engraxates poderão atender funcionários e advogados no TJ-RJ. Além de engraxar e pintar sapatos, eles farão também pequenos consertos. O projeto está sendo feito com a parceria da empresa Shine Foot que instalou cadeiras e um pequeno balcão no TJ.

 é editor da revista Consultor Jurídico no Rio de Janeiro

Revista Consultor Jurídico, 5 de setembro de 2001, 15h26

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 13/09/2001.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.