Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Supostos delitos

Bolívia pede prisão de dono da Vasp e de seu filho

A Procuradoria da Bolívia entrou com uma ordem judicial para pedir a prisão do presidente da Vasp, Wagner Canhedo, e de seu filho, Ulisses Canhedo, vice-presidente da companhia. Os dois executivos são acusados de cometer supostos delitos na gestão da Lloyd Aéreo Boliviano (LAB).

Desde 1995, a Vasp controla a LAB, com 50,37% das ações. A empresa boliviana tem dívidas na ordem de US$ 50 milhões e prejuízo de US$ 18 milhões e patrimônio líquido de US$ 60 milhões.

O procurador boliviano Jaime Garcia informou que o pedido de prisão integra uma investigação por suposta irregularidade na venda das ações da LAB para a Vasp e contratos lesivos ao governo boliviano.

Fonte: JB Online

Revista Consultor Jurídico, 25 de outubro de 2001, 13h03

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 02/11/2001.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.