Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Assassinato em BH

Estudante de Direito é condenado a 13 anos de prisão por assassinato

Um estudante de Direito foi condenado a 13 anos de prisão pelo assassinato de um publicitário, em Belo Horizonte, e falsidade ideológica. O assassinato aconteceu em dezembro de 1998. O publicitário foi morto com cinco tiros.

No julgamento, que durou 21 horas, o júri popular concluiu que o estudante também cometeu crime quando disse à Polícia que seu revólver calibre 38, havia desaparecido. O revólver foi usado depois do comunicado à Polícia para matar o publicitário.

O júri o considerou culpado por cinco votos a dois. O estudante está preso há dois anos e seis meses no Departamento Estadual de Operações Especiais.

Segundo o site Hoje em Dia, o advogado de defesa, Maurício Campos, disse que a família do publicitário "promoveu uma campanha orquestrada junto à opinião pública, utilizando recursos como exibição de vídeos em salas de cinema, outdoors e camisetas" e "era muito difícil reverter isso". A defesa deve entrar com recurso.

Revista Consultor Jurídico, 23 de outubro de 2001, 11h42

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 31/10/2001.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.