Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Curso da Polícia

Aluno não pode ser excluído de curso da PF por ter usado maconha

O aluno do curso de formação da Polícia Federal que admitiu ter consumido maconha não pode ser excluído das aulas. O entendimento é da 3ª Seção do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, por unanimidade, ao anular a exclusão do estudante do curso.

Inconformado por sua reprovação em etapa de investigação social, o candidato entrou com ação na Justiça. Ele alegou que foi reprovado por causa de uma declaração dada quando cursava a Academia de Polícia Civil, em que dizia ter usado maconha.

O TRF entendeu que o desligamento do autor deveria ter obedecido aos princípios do contraditório e da ampla defesa. De acordo com os juízes, a exclusão do candidato fere o princípio da presunção de inocência, uma vez que não foi instaurado inquérito policial e nem ajuizada ação penal contra ele.

Revista consultor Jurídico, 28 de novembro de 2001.

Revista Consultor Jurídico, 28 de novembro de 2001, 18h02

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 06/12/2001.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.