Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Prisão domiciliar

Julgamento sobre prisão domiciliar de Glória Trevi é adiado

O julgamento sobre concessão de prisão domiciliar da cantora mexicana, Glória Trevi, foi adiado. O ministro do Supremo Tribunal Federal, Carlos Velloso, pediu vista e disse que apresentará o voto até a próxima quarta-feira (28/11).

A cantora foi presa, em janeiro de 2000, no Rio de Janeiro. Ela está presa no presídio da Papuda (Brasília). Glória Trevi é acusada de corrupção de menores em seu país.

O pedido de prisão domiciliar também inclui seus assessores, Maria Raquenel Portillo e Sergio Gustavo Andrade Sánchez.

Revista Consultor Jurídico, 26 de novembro de 2001, 16h11

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 04/12/2001.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.