Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Coluna do Rio

Banco deve indenizar cliente por causa de espera em fila

O Bradesco foi condenado pelo Juizado Especial de Pequenas Causas do Rio a indenizar um comerciante que esperou mais de 25 minutos na fila para ser atendido. O valor foi arbitrado em seis salários mínimos (R$ 1.080).

A juíza Lúcia do Passo fundamentou sua decisão na Lei Municipal 3.018, que determina o atendimento em, no máximo, 25 minutos. Segundo a juíza, a lei defende os direitos do consumidor.

Língua solta

A revista 'Por Sinal', do Banco Central, publicou declarações do procurador Luiz Francisco de Souza. Em duas páginas, ele afirma que o Brasil é um dos maiores paraísos fiscais do mundo e centro de lavagem de dinheiro.

Prêmios bilionários

A loteria da Espanha está pegando pesado na jogatina brasileira. Lançou bilhetes do 'El Gordo' para sorteio no dia 22 de dezembro. Os prêmios alcançam US$ 1,2 bilhão. Cada bilhete custa US$ 65.

Microsoft no Rio

O banqueiro Luiz César Fernandes e seu sócio, ex-presidente da Vale do Rio Doce, embaixador Jório Dauster, estão em negociações adiantadas com o departamento jurídico da Microsoft.

As negociações poderão resultar na construção de uma fábrica da Microsoft em Petrópolis.

Quebra de sigilo

A CPI do Proer pediu a quebra de sigilo bancário dos ex-interventores e liquidantes do Banco Econômico e Bamerindus. O deputado Milton Temer (PT-RJ) foi informado pelo Banco Central que há indícios de crimes na venda dos bancos.

Extorsão

O juiz da Auditoria Militar do Tribunal de Justiça do Rio, Alcides da Fonseca Neto, decretou a prisão preventiva de sete policiais militares envolvidos em casos de extorsão contra motoristas do Rio.

O pedido de prisão foi feito pela promotora Georgea Marcovecchio Guerra. O juiz considerou que a liberdade dos policiais compromete a ordem pública.

Revista Consultor Jurídico, 26 de novembro de 2001, 12h39

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 04/12/2001.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.