Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Barrados no DF

Juízes do trabalho são proibidos de entrar na Câmara

O presidente da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), Hugo Cavalcanti Melo Filho, e demais juízes do trabalho foram impedidos pelos seguranças de entrar na Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (21/11). De acordo com a liderança do PT, a ordem verbal teria sido feita pelo presidente da Câmara, Aécio Neves, por causa da votação do Projeto de Lei 5483/01 que altera a CLT.

Em entrevista à revista Consultor Jurídico, o presidente da Anamatra disse que os juízes do trabalho, representados pelo advogado Roberto Caldas, irão ingressar com Habes Corpus no Supremo Tribunal Federal ainda nesta quarta. Eles querem acompanhar as discussões do Projeto de Lei, que já começaram.

O presidente da Anamatra disse que também foi impedido de entrar Comissão de Constituição e Justiça, nesta quarta-feira, para acompanhar as discussões sobre a Reforma do Judiciário.

A votação da proposta que altera a CLT pode ser adiada mais uma vez se a bancada do PMDB pedir a retirada do projeto da pauta. De acordo com comentários que circulam no Congresso, o PMBD deve pedir a retirada do projeto da pauta de votação. O governo também pode pedir a retirada de urgência do projeto e baixar Medida Provisória para impor que os acordos coletivos prevaleçam sobre a legislação.

Revista Consultor Jurídico, 21 de novembro de 2001, 17h12

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 29/11/2001.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.