Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Contagem regressiva

Juiz determina fim da greve dos servidores no INSS e universidades

O juiz da 17ª Vara da Justiça Federal em Brasília, José Pires da Cunha, considerou ilegal a greve dos servidores do INSS e dos professores universitários. A greve das categorias já dura quase 3 meses.

Cunha determinou à Confederação dos Trabalhadores de Seguridade Social da Central Única dos Trabalhadores (CNTSS/CUT) e ao Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes) que declarem encerrada a greve dos servidores do INSS e dos professores universitários.

Cunha também deu prazo de 24 horas para os servidores voltarem ao trabalho, sob pena de multa diária de R$ 50 mil.

As decisões foram proferidas em duas Ações Civis Públicas com pedido de liminares propostas pela Advocacia-Geral da União, por meio da Procuradoria da União no DF, contra a CNTSS/CUT e a Andes.

O juiz acatou os argumentos da AGU. A paralisação está prejudicando milhares de pessoas que dependem de serviços públicos que não podem ser interrompidos por serem 'essenciais', segundo o governo.

Revista Consultor Jurídico, 16 de novembro de 2001, 9h24

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 24/11/2001.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.