Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Roubo de cargas

Lobista quer impedir quebra de sigilo bancário, fiscal e telefônico.

O lobista Alexandre Paes dos Santos entrou com recurso no Supremo Tribunal Federal, nesta segunda-feira (5/11), para tentar impedir sua quebra dos sigilos bancário, fiscal e telefônico. O pedido foi feito pela Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que apura o roubo de cargas.

Os advogados do lobista alegam que a decisão da CPMI foi tomada por apenas quatro integrantes, quando regimentalmente deveria ser por doze. Eles também argumentam que o empresário "foi envolvido em gigantesco imbróglio prestigiado apenas por raciocínio torto e manobra divercionista".

De acordo com os advogados, "em nenhum momento" houve ligação entre o empresário e a atividade de roubo de cargas ou desmanche de veículos. Além disso, o pedido de quebra dos sigilos não especifica qualquer período ou local, permitindo "uma verdadeira devassa em sua vida pessoal, atingindo sua intimidade e a de terceiros".

MS 24125

Revista Consultor Jurídico, 5 de novembro de 2001, 17h26

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 13/11/2001.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.