Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

BB nega dívida

Banco do Brasil contesta e recorre contra indenização bilionária

O Banco do Brasil rejeita o cálculo da indenização, em favor da empresa Credcheque, estimada em R$ 1 bilhão. Segundo nota distribuída pelo BB, os cálculos divulgados "são exagerados".

Segundo juízes que participaram da decisão da 8ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, a indenização foi calculada sobre o faturamento do banco, na ordem de 2,5%.

Na nota oficial, contudo, o banco esclarece que "a execução é provisória, baseada em decisão contra a qual ainda pende recurso judicial, no qual se discute o cabimento da própria condenação e do seu valor".

O pedido foi feito pela Credcheque por alegando uso indevido da marca da empresa pelo banco. Os desembargadores Paulo Lara e Letícia Sardas votaram contra o Banco do Brasil. A desembargadora Helena Bekor votou favoravelmente.

Veja a nota de esclarecimento do Banco do Brasil

"A propósito da notícia divulgada em grande veículo de comunicação na data de hoje, sobre o uso da marca "Credcheque", o Banco do Brasil esclarece que não houve condenação de R$ 1 bilhão e que os cálculos apresentados são exagerados, realizados em desacordo com a decisão judicial.

A execução é provisória, baseada em decisão contra a qual ainda pende recurso judicial, no qual se discute o cabimento da própria condenação e do seu valor.

A área jurídica do Banco já está adotando as medidas judiciais cabíveis para restabelecer os direitos do Banco do Brasil."

Revista Consultor Jurídico, 30 de março de 2001.

Revista Consultor Jurídico, 30 de março de 2001, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 07/04/2001.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.