Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Coluna do Rio

Família de Herbert Vianna vai à Justiça contra Bradesco

Por 

A família do cantor Herbert Vianna vai à Justiça contra as seguradoras Secular e Bradesco. As duas empresas não aceitam, de jeito nenhum, pagar o seguro pela perda total do avião no acidente sofrido pelo cantor.

Segundo as empresas, dois procedimentos estavam em desacordo com as cláusulas do contrato: o piloto fez acrobacias e uma parcela do pagamento da apólice da aeronave estava atrasada.

Comemoração

O advogado-geral da União, Gilmar Mendes, vibra com a

solução, em breve, do antigo processo movido pelos herdeiros da área desapropriada pelo presidente Getúlio Vargas do aeroporto do Galeão, atual Tom Jobim.

Ele sonha que os beneficiários da desapropriação aceitem receber R$ 215 milhões e não os R$ 3 bilhões que inicialmente reivindicaram.

Mudança apoiada

O vice-presidente Marco Maciel está apoiando a idéia de ser votada urgente a reforma política. Segundo ele, "o país precisa modernizar a legislação eleitoral". Maciel quer que a mudança aconteça, mesmo que só vigore para as eleições de 2006.

Votações

A Câmara dos Deputados deverá votar, esta semana, o fim da prisão especial e concluir a votação do projeto de previdência complementar.Se as turbulências diminuírem, começam as discussões do projeto de reforma política.

Tipos de senadores

O repórter da Globo News, Alexandre Garcia, entrevistou o senador Jefferson Peres(PDT-AM), uma das estrelas do Senado. O parlamentar dividiu a classe em três categorias:

1- A dos corruptos que disputam mandato exclusivamente para fazer negócios e obter vantagens pessoais.

2- Uma parcela bem expressiva que enxerga do lado oposto um segmento de pessoas idôneas capazes de fazer sacrifícios na vida pública.

3- A corrente do meio, que tem virtudes e defeitos como qualquer cidadão comum.

Em relação a quantidade de e-mails de protestos contra políticos, afirma: "Espero que esta indignação cívica que se constata neste momento, não seja passageira e se estenda pelo menos até o ano de 2002".

Mudança de ramo

Tudo indica que está chegando ao fim 20 anos o império de Jair Coelho - o rei das "Quentinhas" - na área de fornecimento de comida para delegacias e presídios no Rio.

Depois de sua prisão e de milhares de reais gastos com advogados, Coelho está se dedicando mais à coleta de lixo.

 é editor da revista Consultor Jurídico no Rio de Janeiro

Revista Consultor Jurídico, 14 de maio de 2001, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 22/05/2001.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.