Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Truque na Web

ACM força apoio de internautas para não ser cassado

O site de apoio ao senador Antônio Carlos Magalhães, acusado de violar o painel eletrônico, está usando um truque tecnológico para forçar o internauta a mandar mensagem favorável a ele para a Comissão Ética do Senado. A descoberta da arapuca técnica foi feita pelo Relatório Alfa, nesta segunda-feira (14/5).

O internauta envia uma mensagem de apoio a ACM cada vez que clica em qualquer um dos itens da página, sem saber disso. Segundo o especialista Marcos Furlan, é muito fácil fazer o truque utilizado por ACM. No site há as seguintes frases:

A BAHIA APÓIA ACM

A BAHIA ESTÁ COM ACM

EU APÓIO ACM

ESTAMOS COM ACM

ACM É A VOZ DA BAHIA

NÃO CALEM A VOZ DA BAHIA

O visitante que não sabe do truque envia a mensagem quando clica no link para ler o texto. Se por acaso quiser ler outros textos, acabará enviando mais mensagens exatamente com a frase do título ao Conselho de Ética do Senado Federal. Assim, o senador pode até dizer que recebeu milhares de e-mails de apoio, mas tudo não passa de uma farsa. Na verdade, enganou o internauta e "forçou-o a enviar" a mensagem.

Segundo a descoberta, o site (www.ApoioAcm.com.br) pertenceria à TV Bahia, de propriedade do próprio senador. No site de apoio, além das frases, aparece o seguinte texto:

"A Bahia, pelas suas entidades de classe, bem como pelas representações de sua sociedade, se sente no dever de dar um depoimento sobre o senador Antônio Carlos Magalhães, cuja vida tem sido inteiramente dedicada aos interesses do Estado e do seu povo.

Assim sendo, julgamos da nossa obrigação, no momento em que o Senado deverá tomar uma decisão, manifestar a certeza de que a Bahia não poderá ser atingida por qualquer medida que venha a ferir um dos seus maiores políticos de todos os tempos e que só tem honrado o Estado e o Brasil nos postos que exerceu na sua longa

vida pública".

Os visitantes são levados a pensar que o texto realmente foi produzido por "entidades", quando na verdade foi escrito por um redator que trabalha para o próprio senador, segundo o Relatório Alfa.

O truque foi apontado pelo webmaster de um site registrado por Paulo Eduardo Neves na Fapesp, chamado Fora ACM (http://www.ForaAcm.com.br). Esse site é o oposto do "Apóio ACM", informando o histórico do senador, com textos publicados e apontando quem realmente apóia ACM - um grupo de artistas baianos que sempre estiveram sob a "tutela" de ACM, de acordo com o Relatório Alfa.

O site Fora ACM possui um sistema que os visitantes podem usar para enviar uma mensagem (real) para o Conselho de Ética do Senado. Os internautas também são instruídos sobre como podem escrever, de uma só vez, para todos os senadores.

Ao contrário do site de apoio ao senador, o site Fora ACM não engana os internautas forçando-os a "votar sem saber". O visitante somente envia uma mensagem contra o senador, se desejar.

Veja a opinião do Relatório Alfa sobre a descoberta

A descoberta de que o site montado pela TV Bahia (de propriedade de Antônio Carlos Magalhães) está enviando milhares de e-mails falsos de apoio à ACM é uma ótima razão para que todas as mensagens enviadas sejam desconsideradas.

O sistema montado pelo site "pró ACM" é um ardil tão primário, tão grotesco, que só prova o que todos já sabem: Para 'Toninho Malvadeza', não há fronteiras entre a mentira e a verdade. Esperemos que o Conselho de Ética do Senado também o saiba.

Enquanto isso o Relatório Alfa, como de costume, continua a dizer o que não querem que você saiba.

Aldo Novak - Editor

aldonovak@relatorioalfa.com.br

Revista Consultor Jurídico, 14 de maio de 2001, 12h38

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 22/05/2001.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.