Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Reivindicação salarial

Servidores do Judiciário pressionam AL para votar plano de cargos

Servidores do Poder Judiciário de São Paulo farão ato de protesto, nesta terça-feira (3/7), pela votação do plano de cargos, salário e carreiras na Assembléia Legislativa. Os 51 mil servidores estão sem reajuste salarial há 7 anos. O ato deve acontecer, às 13h, no plenário José Bonifácio, na AL paulista.

A intenção do protesto é pressionar os deputados estaduais paulistas a votarem a reestruturação do plano de cargos, salário e carreiras, que já se encontra em pauta de votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias da Assembléia Legislativa. "Não se trata mais apenas do arrocho salarial, que em si é uma vergonha, mas nos preocupa e muito o funcionamento do Poder Judiciário no Estado de São Paulo", afirma Wagner José de Souza, presidente do Sindicato União dos Servidores do Poder Judiciário do Estado de São Paulo.

"A justiça cível, criminal, trabalhista e de pequenas causas estão emperradas pela absoluta falta de pessoal", acrescenta. Atualmente, apenas 340 cidades do Estado têm fóruns. Há uma lacuna de 30 mil profissionais (juízes e servidores) qualificados para o atendimento à demanda de Justiça (cível, criminal, acidentes de trabalho e pequenas causas) no Estado.

Revista Consultor Jurídico, 2 de julho de 2001, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 10/07/2001.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.