Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Ordem judicial

Sites de empresas brasileiras estão fora do ar por ordem judicial

Os sites iahoo.com.br e datacard.com.br estão fora do ar, por ordem judicial. Os sites responderão à ação judicial impetrada pelos representantes legais das respectivas empresas americanas Yahoo! e Datacard Corporate, no Brasil.

Os processos são movidos pelo uso indevido das marcas pelas empresas brasileiras Turf Comercial Ltda e Barcode Informática Ltda.

Os representantes afirmam que, em ambos os casos, a utilização de nomes de domínio de marcas conhecidas mundialmente pode atrair usuários da Rede que supostamente acham que os sites são oficiais. Os advogados também discutem o desvio dos anúncios publicitários para as páginas semelhantes.

O site iahoo! estava sendo veiculado desde março do ano passado. A empresa brasileira foi procurada e recebeu um comunicado para que modificasse o seu nome de domínio. Mas não houve negociações entre os representantes.

O dono da Turf Comercial Ltda, David Efraim, informou que a empresa entrará com recurso para rever o processo que tirou o site do ar. Ele garantiu que o site é apenas informativo, humorístico e filantrópico.

Apesar do site estar fora do ar por ordem judicial, David Efraim conseguiu o seu direcionamento para a homepage www.bonzão.com, que pertence ao filho, Isac Efraim.

"Meu filho enviou aos internautas que acessavam o iahoo! um e-mail explicando o motivo pelo qual o site foi retirado do ar e como eles fariam para continuar a visitar a página. O novo endereço foi repassado, solicitando aos receptores que enviassem a mensagem aos colegas" - disse Efraim, em entrevista ao Jornal do Commercio.

O advogado representante da empresa Datacard Corporate, especializada na comercialização de códigos de barras de produtos industrializados, Atílio José Gorini, argumentou que a sua cliente está tentando atuar no País, mas ainda não foi possível devido ao uso do nome de domínio pela organização brasileira.

Revista Consultor Jurídico, 17 de janeiro de 2001, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 25/01/2001.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.