Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Eurico será investigado

STF autoriza abertura de inquérito contra Eurico Miranda

O Supremo Tribunal Federal autorizou, nesta sexta-feira (23/02), a abertura de inquérito penal contra o presidente do Vasco e deputado federal Eurico Miranda (PPB-RJ).

O inquérito vai investigar a suposta prática dos crimes que teriam sido cometidos pelo parlamentar contra o sistema financeiro nacional e lavagem de dinheiro. O STF também determinou quebra dos sigilos fiscal e bancário de Eurico Miranda e de sua mulher, Sylvia, a partir de 1995.

A decisão foi do ministro Sydney Sanches a pedido do procurador-geral da República, Geraldo Brindeiro. No despacho, Sanches considerou "satisfatoriamente fundamentados" todos os requerimentos formulados por Brindeiro para a instauração do inquérito.

O ministro determinou que sejam expedidos ofícios e carta rogatória para que seja ouvido Geraldo Vazquez pela Justiça norte-americana para esclarecer sua ligação com Eurico Miranda. O Supremo quer saber a origem dos recursos utilizados nas compras dos bens em nome das empresas Lolo Investments e Lolo of Florida, que seriam de propriedade do parlamentar em Miami.

Sanches pediu para a Polícia Federal fazer as investigações, no prazo de 60 dias, para tomada do depoimento do deputado Eurico Miranda.

Brindeiro pediu ao STF o indiciamento do presidente do Vasco para apurar denúncia de que ele teria adquirido uma série de bens no Brasil e no exterior incompatíveis com seus rendimentos oficiais.

Revista Consultor Jurídico, 23 de fevereiro de 2001, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 03/03/2001.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.