Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Reino Unido

Quem põe vidas em risco através de computadores é ciberterrorista

O Reino Unido promulgou a Lei Terrorismo 2000, que classifica como ciberterroristas as pessoas que "põem vidas em risco através da manipulação de sistemas de computadores públicos", o que pode atingir a ação dos hackers.

O porta-voz do Home Office - departamento do governo que fiscaliza imigração e crime - explicou que a Lei de Terrorismo visa ampliar a definição do que é um terrorista e agora inclui, juntamente com outros grupos como o IRA (Irish Repulican Army), ou o Hezbollhah, qualquer grupo do Reino Unido que planeje atacar fora do país. "Isso pode abranger hackers ou opositores políticos cujas ações ou intenções pareçam violentas", explicou.

Pelas novas regras, a polícia tem autoridade para estipular o que considera violento e quem se enquadra na definição de terrorista.

As mudanças na Lei receberam críticas severas de outros partidos políticos britânicos.

Revista Consultor Jurídico, 20 de fevereiro de 2001, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 28/02/2001.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.