Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Busca de liberdade

Pimenta Neves quer responder por assassinato em liberdade

Os advogados do jornalista Antônio Marcos Pimenta Neves entraram, no Supremo Tribunal Federal, com pedido de habeas corpus para tentar obter o relaxamento da prisão preventiva. Pimenta Neves é réu confesso no assassinato de sua namorada e também jornalista, Sandra Gomide.

O ministro Celso de Mello foi designado relator do pedido. No documento, de 31 páginas, os advogados Antônio Mariz, Arnaldo Malheiros, José Carlos Dias e Sérgio de Alvarenga, pedem a concessão de liminar para que Pimenta Neves responda ao processo em liberdade.

A defesa alega que o decreto de prisão foi baseado pela Justiça de 1º Grau em "suposições fantasiosas e presunções descabidas, já que o clamor popular provocado pelo fato atribuído ao réu foi confundido com a repercussão do crime nos meios de comunicação".

Os advogados alegam também "prejuízos sentidos pelo cliente a cada novo dia vivido no ambiente promíscuo do cárcere, que avilta, denigre, embrutece".

Revista Consultor Jurídico, 8 de fevereiro de 2001, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 16/02/2001.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.