Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Exame nacional

Diretor de universidade reprovada no Provão quer anular exame

O reitor da Universidade do Oeste Paulista, Paulo Lima, disse em entrevista à TV Fronteira, que pedirá na Justiça uma nova avaliação no Exame Nacional de Cursos, o Provão. Um dos motivos que ele pretende alegar é o fato dos estudantes de Direito, que tiraram conceito "E" no Provão, terem obtido bom desempenho no exame da Ordem dos Advogados do Brasil.

Segundo o reitor, o índice de aprovação dos estudantes foi de 87%. Lima também destaca o bom desempenho dos formados pela faculdade de Medicina da Unoeste, outro curso com conceito E - que passam em residências disputadas em hospitais de todo o país.

Pelo resultado do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), que coordena o Provão, a Unoeste obteve sete conceitos E (Medicina, Direito, Física, Química, Biologia, Letras e Administração), quatro D (Medicina Veterinária, Farmácia, Pedagogia e Matemática), quatro C (Odontologia, Agronomia, Engenharia Civil e Psicologia) e um B (Comunicação Social).

Para Lima, o Provão "é feito por amadores" e não cumpre sua finalidade de melhorar a qualidade de ensino no país. "Nós sabemos dos disparates promovidos pelo Provão, que não avalia nada", disse à TV Fronteira. O reitor, em entrevista ao jornal Oeste Notícias, de sua propriedade, disse que "o Provão tem expressão demagógica e falsa".

Fonte: site Cosmo - por Adriane Lopes, P. Prudente

Revista Consultor Jurídico, 10 de dezembro de 2001, 21h09

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 18/12/2001.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.