Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Fraude no INSS

Justiça deve leiloar bens de ex-juiz fraudador do INSS

Mais um leilão deve ser realizado envolvendo bens dos fraudadores do INSS do Rio. O desembargador Paulo Gomes da Silva Filho fixou, nesta quinta-feira (30/8), prazo de 60 dias para que uma casa e dois lotes, avaliados em mais de R$ 500 mil, sejam leiloados. Os imóveis são de propriedade do ex-juiz Nestor José do Nascimento, integrante da quadrilha responsável pelas maiores fraudes do INSS.

O fraudador, que está preso e já teve outros imóveis vendidos, tentou impedir o leilão alegando que os bens valeriam mais de R$ 3,5 milhões, o que foi rejeitado pelo INSS, Ministério Público do Rio e pelo desembargador Paulo Gomes, relator do processo no Órgão Especial.

Dos mais de R$ 400 milhões roubados pela quadrilha composta por Nestor, Jorgina de Freitas, Ilsson Escócia da Veiga e outros, o INSS já conseguiu reaver cerca de R$ 66 milhões com a venda de imóveis e recuperação de dinheiro depositado em bancos no Brasil e no exterior.

O ex-juiz foi condenado pelo Órgão Especial do Tribunal de Justiça a pena de 15 anos e seis meses de reclusão por peculato, formação de quadrilha e prática de dois ou crimes da mesma espécie. Ele respondeu também a uma ação penal por tráfico de droga, na qual foi condenado a seis anos de reclusão em regime inicialmente fechado.

Revista Consultor Jurídico, 30 de agosto de 2001, 19h18

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 07/09/2001.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.