Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Intimação suspensa

STF suspende intimação de advogado de Cafu para depor na Itália

O Supremo Tribunal Federal impediu que o advogado, Cristóvão Colombo dos Reis, preste depoimento na Itália. O advogado do jogador de futebol Cafu é acusado de conceder dupla cidadania ao atleta e sua mulher.

O presidente do STF, ministro Carlos Velloso, concedeu liminar suspendendo a intimação de Colombo para depor no Tribunal de Justiça Italiano. De acordo com a intimação, o advogado de Cafu teria de comparecer na quinta-feira (19/4) perante o Ministério Público do Tribunal de Roma, na condição de "pessoa investigada".

Segundo reclamação da Ordem dos Advogados do Brasil -São Paulo - todo cidadão brasileiro tem direito de ser ouvido em seu país, mediante carta rogatória. A OAB argumentou que a intimação feita pela Procuradoria da República da Itália, não observou a legislação brasileira.

O jogador da seleção brasileira de futebol e da AS Roma é investigado por supostas alterações feitas em seus documentos, que teriam viabilizado a concessão de dupla cidadania, brasileira e italiana, beneficiando também sua mulher.

Revista Consultor Jurídico, 18 de abril de 2001, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 26/04/2001.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.