Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Crime no haras

Relator de pedido de habeas-corpus de Pimenta Neves é definido

O Tribunal de Justiça de São Paulo deve decidir na próxima quinta-feira (28/9) se o jornalista Antônio Pimenta Neves, que responde pelo assassinato de sua ex-namorada, aguarda julgamento em liberdade, em uma clínica psiquiátrica ou se continuará preso.

O relator, conforme noticiou a Consultor Jurídico no último dia 15 é o desembargador Haroldo Luz, que integra a 6ª Câmara Criminal do TJ ao lado dos desembargadores Debatin Cardoso e Pedro Gagliardi.

Nesta segunda-feira (25/9), o juiz corregedor do Dipo (Departamento de Inquéritos Policiais), Maurício Lemos Porto Alves, determinou a realização de novos exames psiquiátricos no jornalista.

O segundo pedido de habeas-corpus do jornalista foi distribuído nesta segunda-feira. O primeiro, pede que Pimenta seja transferido para uma clínica psiquiátrica. É provável, mas não certo, que os dois pedidos sejam julgados juntos.

Essa Câmara é conhecida entre os advogados como “duríssima” e o relator escolhido, Haroldo Luz, um dos mais rigorosos do tribunal. O juiz Pedro Gagliardi foi presidente do Tribunal de Alçada Criminal do Estado (Tacrim).

Revista Consultor Jurídico, 25 de setembro de 2000, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 03/10/2000.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.