Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Sem passe

Grupo de homossexuais é impedido de entrar em cidade turca

Um grupo de 850 homossexuais americanos e europeus foi impedido de entrar na estação do balneário turco de Kusadasi, no Mar Egeu, na última quarta-feira.

Os turistas faziam um cruzeiro a bordo da embarcação "Olympic Voyager". Iam visitar o templo de Efeso, perto de Kusadasi, quando foram notificados pela polícia local que uma circular do Ministério do Interior vetava a visita de grupos de homossexuais.

O navio deixou em seguida o porto de Kusadasi para Istambul, onde os passageiros puderam visitar a cidade sob vigilância policial.

A interdição foi bem aceita por autoridades de extrema-direita do país. "Não podemos aceitar (na Turquia) esse tipo de gente. Turismo não quer dizer degeneração. Os homossexuais nos exasperam, principalmente homossexuais importados", declarou Mehmet Gul, deputado influente do partido de Ação Nacionalista (MHP), membro da coalizão governamental turca, ao jornal Yeni Binyil.

Segundo a imprensa local, a circular teria servido no passado para evitar uma presença maciça de homossexuais em um campeonato de luta em Edirne. As informações são do jornal La Repubblica e do site Terra.

Revista Consultor Jurídico, 8 de setembro de 2000, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 16/09/2000.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.