Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Caixa de surpresas

CPI do futebol pede ao BC rapidez no repasse de informações

Por 

O presidente da CPI do Futebol no Senado, Álvaro Dias (PSDB-PR), o vice-presidente Gilberto Mestrinho (PMDB-AM) e o relator Geraldo Althoff (PFL-SC) pediram ao presidente interino do Banco Central (BC), Carlos Eduardo de Freitas, rapidez no repasse das informações referentes a quebra de sigilos bancários pedidas pela comissão parlamentar de inquérito. Eles estiveram no BC nesta quarta-feira (25/10).

Os senadores decidiram também que o ministro da Previdência e Assistência Social, Waldeck Ornélas, será a primeira autoridade a falar à CPI. Em depoimento marcado para as 9 horas da próxima quarta-feira (dia 1º), ele falará sobre sonegação no pagamento da Previdência por parte dos clubes de futebol. No mesmo dia, às 11 horas, o diretor do Banco Central, Ricardo Liao, falará sobre irregularidades nas operações cambiais decorrentes da compra e venda de jogadores com clubes do exterior.

Na quinta-feira (26/10), os senadores vão à Receita Federal convidar o secretário Everardo Maciel para depor na CPI. Ele também deverá falar na próxima semana. O relator informou que o ex-técnico da seleção, Wanderley Luxemburgo, deverá depor somente depois que a CPI receber documentos de seu sigilo bancário e de terem sido catalogados os documentos enviados por sua ex-secretária Renata Alves, que o acusa de ganhar dinheiro com a transação de jogadores.

 é repórter da revista Consultor Jurídico no Rio de Janeiro.

Revista Consultor Jurídico, 25 de outubro de 2000, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 02/11/2000.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.