Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Invasão de terras

Policiais montam guarda em ponte para evitar invasão indígena

A Justiça Federal determinou que um efetivo da polícia militar monte guarda em uma ponte do rio Uruguai que liga os municipios de Chapecó em Santa Catarina e Nonoai no Rio Grande do Sul.

O motivo para o policiamento é impedir a volta de cerca de 100 índios guaranis que foram retirados de uma propriedade rural no RS e transferidos para uma reserva indígena em Nonoai.

A decisão é do juiz da 1ª Vara Federal de Chapecó, João Batista Lazzari, que havia determinado a reintegração de posse da área invadida.

Os Guaranis reivindicam a área para uma reserva indígena. Segundo o juiz, para que a área fosse assim reconhecida a Fundação Nacional do Índio (Funai) ou o Ministério Público Federal (MPF) deveriam ter ingressado na Justiça Federal com ação própria para o caso.

Lazzari afirmou que "não podemos desconhecer que a terra é necessária à sobrevivência dos índios, mas é igualmente indispensável aos agricultores que nela produzem e retiram o sustento de suas famílias".

Revista Consultor Jurídico, 20 de outubro de 2000, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 28/10/2000.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.