Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Coluna do Rio

Administradora do Metrô no Rio terá que indenizar engenheiro

Por 

A Opportrans, empresa concessionária que administra o Metrô no Rio, foi condenada a indenizar o engenheiro Renzo Augusto da Nóbrega em R$ 15,1 mil (100 salários mínimos).

O engenheiro, que sofre de diabetes, foi acusado de estar bêbado por um segurança da empresa após sofrer uma crise de hipoglicemia (caracterizada pela perda de sentidos, palidez e suor excessivo).

Renzo, segundo testemunhas, foi expulso da estação de Metrô a pontapés. Os seguranças, ao agredir o engenheiro, teriam dito a seguinte frase: "Não sabe beber, que fique em casa". Ele permaneceu caído nos degraus da estação até ser socorrido por populares.

Inelegibilidade

O período de inelegibilidade poderá aumentar de três para oito anos a quem for condenado por crimes contra a economia popular, a administração, o patrimônio público e a Previdência Social. É o que prevê proposta que poderá ser aprovada ainda este ano no Senado.

A mudança valerá também para os condenados por tráfico de drogas e crimes fiscais, tributários e eleitorais.

Multas

O convênio entre o Detran e a OAB-RJ já está em vigor. O objetivo é garantir à população ampla defesa em relação às multas recebidas.

Agora que saiu o listão dos que já bateram a marca dos 20 pontos, uma informação valiosa: a assistência jurídica é gratuita.

 é editor da revista Consultor Jurídico no Rio de Janeiro

Revista Consultor Jurídico, 16 de outubro de 2000, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 24/10/2000.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.