Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Conflito importado

Muçulmanos fazem ato de protesto contra Israel em SP

Por 

Um grupo de cerca de trezentas pessoas de origem árabe promoveu um ruidoso ato de protesto, na tarde desta sexta-feira (6/10), em frente ao consulado dos Estados Unidos da América em São Paulo.

O grupo pró-Palestina se manifestou contra a morte de pelo menos 63 palestinos, crianças inclusive, no Oriente Médio.

Vigiados por cerca de 30 policiais militares, os manifestantes carregavam faixas com os dizeres "Judeus igual Hitler" e "Judeus matam crianças".

O consulado localiza-se na rua Padre João Manuel, região dos Jardins, onde há forte presença de moradores de origem judaica. Um ovo teria sido atirado nos manifestantes de um dos prédios vizinhos ao local. Não se sabe e pelo barulho ou por razões ideológico-religiosas.

O grupo, acompanhado por um carro de som, gritava estridentes palavras de ordem contra os Estados Unidos e contra o Estado de Israel. Segundo o xeque Houssam El-Boustani, um dos organizadores do protesto, o consulado americano foi o escolhido porque os norte-americanos apóiam Israel.

Para o líder muçulmano, "os Estados Unidos são o berço dos judeus. Quando houve a invasão do Coveite, a ONU (Organização das Nações Unidas) estava lá. Agora, eles fecham os olhos".

Após o protesto, o grupo, sempre acompanhado pela polícia, se dirigiu ao vão livre do Masp, onde se dispersou.

 é repórter da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 6 de outubro de 2000, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 14/10/2000.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.