Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Eleições OAB-SP

Juiz manda preservar material da eleição da OAB-SP

A diretoria da seccional paulista da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-SP) não poderá destruir o material utilizado nas eleições da entidade.

O juiz Djalma Moreira Gomes da 3ª Vara Federal Cível determinou que seja preservado todo o material referente às eleições da seccional. A determinação foi tomada na ação cautelar impetrada pela chapa de oposição, derrotada no pleito e capitaneada por Roberto Ferreira.

O resultado da eleição foi oficializado na semana passada pela Comissão Eleitoral da entidade que declarou a chapa de Carlos Miguel Aidar vitoriosa.

A oposição afirma que os mapas eleitorais enviados, por fax, das subseções do interior diferem dos resultados reais.

Para os coordenadores da chapa oposicionista, Raimundo Hermes Barbosa e Luiz Riccetto Neto, há "fortes indícios de fraude", como exemplo, eles citam urnas que teriam chegado à Seccional sem o lacre, resultados lançados invertidos nos mapas (a votação de um candidato registrada em favor de outro) e outras alegadas irregularidades.

Revista Consultor Jurídico, 28 de novembro de 2000, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 06/12/2000.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.