Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Máfia da propina

Vicente Viscome é condenado a 16 anos de prisão

O juiz Rui Porto Dias, da 8ª Vara Criminal de São Paulo, condenou nesta terça-feira (2/5) o ex-vereador paulistano Vicente Viscome a 16 anos e quatro meses de prisão por crime de formação de quadrilha e concussão - extorsão praticada por funcionário público.

Pela sentença, o vereador também terá de pagar multa de cerca de R$ 600 mil. Juntamente com Viscome, foram condenados outros 15 integrantes do esquema de corrupção das administrações regionais de São Paulo - batizado como "Máfia da Propina".

Tânia de Paula, que denunciou o esquema durante uma sessão da CPI da propina, foi condenada a seis anos e 10 meses de prisão.

Viscome teve o mandato cassado pela Câmara Municipal em junho do ano passado e perdeu os direitos políticos por oito anos.

À época, ele foi acusado de ter chefiado "Máfia da Propina" na Administração Regional da Penha. Foi a primeira vez em sua história que a Câmara Municipal de São Paulo cassou o mandato de um vereador.

Revista Consultor Jurídico, 2 de maio de 2000, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 10/05/2000.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.