Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Acabou o bang-bang

Senado aprova projeto que proíbe venda de armas de fogo

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) aprovou, nesta quarta-feira (14/6), o substitutivo de autoria do senador Renan Calheiros (PMDB-AL) que proíbe a venda de armas da fogo no país.

O projeto prevê que apenas militares e integrantes das polícias civil, militar e federal poderão adquirir armamentos. Também ficaram fora da proibição empresas de segurança, clubes de tiro, moradores de áreas rurais e colecionadores cadastrados.

Se o projeto for aprovado, os proprietários terão 360 dias, a partir da vigência da lei, para entregar as armas em unidades do Exército ou da polícia.

A senadora Heloísa Helena (PT-AL), classificou a proposta é uma "farsa". Para ela, a proibição pode favorecer a atuação do narcotráfico no país, a partir do reforço do contrabando de armas.

Revista Consultor Jurídico, 14 de junho de 2000, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 22/06/2000.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.