Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Coluna do Rio

Construtora do Rio é proibida de cobrar multa superior a 2%

Por 

O juiz da 5ª Vara de Falências e Concordatas do Rio de Janeiro, José Carlos Maldonado de Carvalho, concedeu liminar proibindo a construtora Bulhões de Carvalho de cobrar multa superior a 2% sobre o valor da prestação em atraso.

O juiz fixou multa de R$ 10 mil para cada vez que a empresa descumprir a liminar.

Obras suspensas

As construções dos 43 apart-hotéis licenciados no Rio terão de ser suspensas até o meio-dia de sábado, sob pena de multa diária de R$ 50 mil, caso não seja revogada a liminar concedida pelo juiz da 4ª Vara de Fazenda Pública, Heitor Carvalho Campinho.

PF atrás de empresário

A Polícia Federal está no calcanhar de André De Botton. Ele responde a inquérito por falência fraudulenta.

Para quem já esqueceu: De Botton era herdeiro da Mesbla e um dos empresários mais influentes do País. O mundo dos negócios também dá voltas...

Segurança

O sociólogo Luiz Eduardo Soares, o procurador Antônio Carlos Biscaia e o corregedor de polícia paulista Benedito Mariano, acabam de ser escalados pelo PT para organizar o programa de segurança pública do partido.

Se o PT chegar à Presidência em 2002, um dos três poderá ser ministro da área.

Defesa de ator

Autuado em Ubatuba(SP), por desacato à autoridade, o ator Nuno Leal Maia contratou o advogado Sylvio Guerra para provar sua inocência.

Guerra, que tem testemunhas do bate-boca entre Leal e o policial, acionou o escritório de SP para arrolá-las no inquérito.

 é editor da revista Consultor Jurídico no Rio de Janeiro

Revista Consultor Jurídico, 21 de dezembro de 2000, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 29/12/2000.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.