Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Compasso de espera

Aeroviários comprometem-se a não fazer greve em SP até quarta-feira

Pelo menos até o dia 27 próximo, os aeroportos de São Paulo devem funcionar normalmente. Pelo menos foi o que se acertou nesta quarta-feira (20/12), no Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região.

O encontro foi provocado pelo Ministério Público do Trabalho que, em caso de paralisações em serviços essenciais, tem a prerrogativa de suscitar dissídio coletivo de greve.

A pedidos das partes, o juiz Argemiro Gomes concordou adiar a audiência para a semana que vem, em razão da tentativa de acordo programada para esta quinta-feira no Tribunal Superior do Trabalho, onde se reunirão os representantes nacionais das empresas e dos trabalhadores.

A condição para o adiamento, aceita pelo Sindicato dos Aeroviários e pelo representantes das empresas foi a de que não houvesse qualquer movimento até a data acertada. Caso contrário, advertiu o juiz, as partes serão convocadas e o julgamento do dissídio ocorreria imediatamente.

Revista Consultor Jurídico, 20 de dezembro de 2000, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 28/12/2000.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.