Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Maluf interpela

Nicéa tem 48h para explicar acusações contra Maluf

A ex-primeira dama da cidade de São Paulo, Nicéa Camargo, terá 48 horas para explicar quais seriam as "denúncias graves" que diz ter contra o candidato à prefeitura paulistana, Paulo Maluf.

Nicéa foi citada, nesta terça-feira (8/8), por um oficial de Justiça da 10ª Vara Criminal do Foro Central, para responder a oito questões baseadas em declarações feitas aos jornais Folha de S.Paulo e Agora São Paulo.

O pedido de notificação foi ajuizado, em julho, pelo advogado Ricardo Tosto de Oliveira Carvalho, do escritório Leite, Tosto e Barros Advogados Associados.

Nas declarações publicadas, a ex-primeira dama, afirmou ter documentos sobre irregularidades nos conjuntos de apartamentos populares do Cingapura, da Anhembi Turismo e do Plano de Atendimento a Saúde (PAS).

Pela citação, ela terá que apresentar essas provas e explicar por que, como afirmou aos jornais, revelaria os documentos "às vésperas das eleições". Nicéa terá, ainda, que explicar qual a relação entre suas declarações e Maluf.

Revista Consultor Jurídico, 8 de agosto de 2000, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 16/08/2000.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.