Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Justiça paulista no divã

Procura de juízes paulistas por psiquiatras aumenta cinco vezes

A procura a atendimento psiquiátrico por juízes e funcionários da Justiça paulista aumentou cinco vezes nos últimos quatro anos. Em 1995, foram realizadas 15,2 consultas com psiquiatras por mês. Esse número saltou para 76,6 atendimentos mensais neste ano.

O número de consultas psicológicas feitas por juízes aumentou seis vezes no mesmo período. Em 1995, foram registrados 3,8 atendimentos mensais. Em 1999, os dados do Serviço de Atendimento Psico-Social do Tribunal apontam 23,2 consultas por mês.

A fila de funcionários nesses consultórios também aumentou. O número passou de 157,2 consultas/mês em 1995 para 184,4 atendimentos em 1999.

O fato pode ser atribuído à pressão e ao aumento da carga de trabalho sobre o sistema judiciário. No final de 1995, cerca de 4,6 milhões de processos tramitavam na Justiça estadual paulista.

Até setembro deste ano, mais de 8,3 milhões de ações estavam em andamento. O levantamento revela que o número de processos aumentou 81%.

Com a forte pressão exercida sobre o Judiciário nos últimos tempos, esse quadro tende a piorar. O atraso na fixação do teto salarial para servidores - o que implicaria em aumento para os juízes - é considerado um fator agravante por psicólogos.

O comando do departamento de Assistência Social do Tribunal foi procurado pela reportagem da revista Consultor Jurídico mas não quis comentar o levantamento. A direção considerou não ser o "momento oportuno" para falar sobre o assunto.

Revista Consultor Jurídico, 30 de novembro 1999.

Revista Consultor Jurídico, 30 de novembro de 1999, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 08/12/1999.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.