Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Falência do Mappin

Medeiros insiste em medidas para arrestar bens de Mansur

O deputado federal Luis Antônio Medeiros (PFL-SP) afirmou nesta quarta-feira (10/11) que vai insistir que o ministro da Justiça, José Carlos Dias, ajude a tomar as medidas necessárias para arrestar os bens do empresário Ricardo Mansur. O empresário é o principal acionista das lojas de departamentos Mesbla e Mappin, que foram à falência em julho passado.

O ex-presidente da Força Sindical solicitou a abertura de inquéritos civil e criminal para apurar a responsabilidade do empresário no processo de falência e na crise das lojas. Os técnicos da Receita Federal podem investigar as contas de Mansur. Medeiros também vai pedir ao Ministério Público que acione o empresário.

Falando à revista Consultor Jurídico, o deputado afirmou que "Mansur está foragido no exterior, jogando pólo, levando uma vida boa e tentando passar bens para nomes de terceiros. Enquanto isso, nove mil pessoas estão sem empregos".

Medeiros criticou o processo de falência, que considera ter sido fraudulento. Ele disse que Mansur dilapidou o patrimônio da Mesbla e do Mappin e comprou aviões e helicópteros para uso particular.

Mesbla e Mappin eram lojas tradicionais em São Paulo e no Rio de Janeiro. As duas principais lojas da rede já estão sob o comando de novos controladores, que prometem resolver, ou, pelo menos, amenizar o problema dos funcionários.

A Mesbla do centro do Rio, na Rua do Passeio, foi arrendada pelas Lojas Americanas e o Mappin da Praça Ramos, em São Paulo, ficou com o Grupo Pão de Açúcar, do empresário Abílio Diniz.

Revista Consultor Jurídico, 10 de novembro de 1999, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 18/11/1999.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.