Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

OAB responde a ACM

OAB responde a ACM

O presidente do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, Reginaldo de Castro, respondeu às críticas feitas pelo presidente do Senado, Antonio Carlos Magalhães, de que a entidade estaria tentando boicotar a reforma do Judiciário. ACM também afirmou que ninguém tem coragem de enfrentar a OAB, mas que ele tem.

Para Castro, "quando o senador afirma que não tem medo de enfrentar a OAB é sinal que o diálogo com os advogados, repudiado publicamente pelo deputado Aloysio Nunes Ferreira, ainda tem alguma chance de ocorrer".

No entanto, a OAB não considera que a discussão da reforma do Judiciário seja um confronto. A Ordem afirma que está "sempre pronta a repensar suas posições diante de argumentos democraticamente postos pelos seus interlocutores".

Reginaldo de Castro afirmou que, "muitos, inclusive os militares, se decepcionaram ao enfrentar a OAB pois ao invés de feras dialogaram com democratas". E lembra que não é a primeira vez que a OAB e ACM estão "em trincheiras opostas".

O presidente da entidade disse que não é a primeira vez que OAB e ACM estão em trincheiras opostas. "Isso já aconteceu em passado recente, até mesmo no impeachment do presidente Collor", afirmou.

Revista Consultor Jurídico, 16 de junho de 1999, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 24/06/1999.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.