Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Sem liberdade

Sérgio Naya pode passar festas de fim de ano na prisão

O ex-deputado federal Sérgio Naya, acusado de crime doloso no desabamento do edifício Palace II, onde morreram oito pessoas em fevereiro de 1998, pode passar o Natal e o reveillon na cadeia. Ele está preso, desde a última quarta-feira, no Ponto Zero (prisão especial da Polícia Civil do Rio de Janeiro), em Benfica (zona suburbana do Rio).

Naya é proprietário da Sersan, empresa responsável pela construção do edifício que desabou. Seu advogado, Nilo Batista, ex-governador do Rio, não conseguiu fazer com que o mérito do pedido de habeas corpus em favor do empresário fosse julgado.

Como o Judiciário entrou em recesso nesta sexta-feira (17/12) e só retoma as atividades em janeiro, sua única chance é a de ter seu pedido apreciado no plantão do tribunal.

Segundo as previsões, o julgamento do mérito das acusações feitas contra Naya deve ocorrer apenas no segundo semestre de 2000. Mas o depoimento à Justiça já tem data marcada: 10 de fevereiro.

Depois serão ouvidas as testemunhas de acusação e de defesa, respectivamente, em datas diferentes. Além deste processo, o ex-deputado responde a mais de 100 ações na Justiça.

Revista Consultor Jurídico, 17 de dezembro de 1999, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 25/12/1999.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.