Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Pais e Filhos

Compositor pernambucano acusa Legião Urbana de plágio

A banda Legião Urbana está sendo acusada de plágio pelo compositor pernambucano e ex-cabo da marinha, Erivaldo Bezerra dos Santos. Segundo ele, a banda apropriou-se de uma melodia sua e a utilizou na música "Pais e Filhos", do disco "As Quatros Estações".

O advogado do compositor, Nehemias Gueiros, em entrevista à Consultor Jurídico, afirma que Erivaldo registrou a melodia em 1978, na Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e no já extinto Serviço de Censura e Diversões Públicas.

No entanto, o ex-cabo perdeu a certidão de autoria dada pela Escola de Música da UFRJ e o registro não consta dos arquivos da universidade.

O advogado também afirma que a melodia foi plagiada porque o próprio compositor enviou uma fita ao departamento artístico da gravadora EMI, que é a empresa responsável pelo grupo Legião Urbana.

A ação foi proposta originalmente em 1992, quatro anos depois do lançamento do disco "As Quatro Estações". Segundo Gueiros, existe cópia do registro da UFRJ no processo que está na 30ª Vara Cível do Rio de Janeiro.

Foi feita uma audiência, na última sexta-feira (10/12), com a presença dos advogados da EMI e da banda, e do compositor. O juiz marcou nova audiência, desta vez com os membros da Legião, para 30 de março de 2000.

Os advogados da gravadora e do grupo foram procurados pela reportagem da Consultor Jurídico mas não foram encontrados.

Revista Consultor Jurídico, 15 de dezembro de 1999, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 23/12/1999.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.